25 de novembro de 2010

Contexto

Num fim de tarde púrpura, sentindo a brisa fresca afagar-lhe o rosto, um pastor de ovelhas olha enternecido para seu rebanho, lembrando da função diária de levá-lo a um pasto verde e à beira de um rio. E lembra da ovelha fraca, que morreu tranqulia ao seu lado no dia anterior, sem ter lhe faltado pasto, água ou cuidado. E o pastor senta debaixo de uma figueira e compões uma canção:
- O Senhor é meu pastor, e nada me faltará...

Quatro mil anos depois, um homem chega em casa depois de um longo dia de trabalho, em um fim de tarde cinzento, lança-se no sofá e liga a TV. E entre sorrisos, risadas e sensualidades, lhe oferecem o mais novo telefone celular, uma torradeira, uma máquina de lavar-roupas, uma Tv maior, mais fina e mais leve que a sua, um par de tênis, óculos de sol e gravata, vinhos finos, carnes nobres e carros novos. E o homem fecha os olhos, escorrega o corpo no sofá, apoia a cabeça no encosto almofadado e canta baixinho, com um sorriso no canto da boca:
- O Senhor é meu pastor, e nada vai me fazer falta.
Desliga a TV e vai brincar com seus filhos.

4 comentários:

  1. Paula Perez9:22 PM

    "Eles me disseram tanta asneira, disseram só besteira
    Feito todo mundo diz.
    Eles me disseram que a coleira e um prato de ração
    Era tudo o que um cão sempre quis
    Eles me trouxeram a ratoeira com um queijo de primeira
    Que me, que me pegou pelo nariz
    Me deram uma gaiola como casa, amarraram minhas asas
    E disseram para eu ser feliz
    Mas como eu posso ser feliz num poleiro?
    Como eu posso ser feliz sem pular ?
    Mas como eu posso ser feliz num viveiro,
    Se ninguém pode ser feliz sem voar?
    Ah, segurei o meu pranto para transformar em canto
    E para meu espanto minha voz desfez os nós
    Que me apertavam tanto
    E já sem a corda no pescoço, sem as grades na janela
    E sem o peso das algemas na mão
    Eu encontrei a chave dessa cela
    Devorei o meu problema e engoli a solução
    Ah, se todo o mundo pudesse saber
    Como é fácil viver fora dessa prisão
    E descobrisse que a tristeza tem fim
    E a felicidade pode ser simples como um aperto de mão
    Entendeu?
    É esse o vírus que eu sugiro que você contraia
    Na procura pela cura da loucura,
    Quem tiver cabeça dura vai morrer na praia."
    música A carta Djavan

    ResponderExcluir
  2. "- O Senhor é meu pastor, e nada vai me fazer falta."
    Já aconteceu, outros dias, de eu encontrar aqui na trilha algo que me valess o dia. Hoje foi isso. Sempre bom cruzar caminhos por aqui.

    ResponderExcluir
  3. Esse é o Tuco que eu aprendi, de longe, aos pouquinhos, a admirar!!!!

    ResponderExcluir
  4. Faz um bem danado ler isso!

    ResponderExcluir