10 de julho de 2022

Jesus não vai à Marcha



Vai ter Marcha pra Jesus em Blumenau, mas Ele não vem. Para o evento é ótimo que não venha porque, se viesse, dispersaria a multidão no chicote, como fez no templo 2 mil anos atrás. E daria um sermão em todo mundo. O povo ficaria confuso, argumentaria que em nome dEle curaram doentes, expulsaram demônios etc, e teria que ouvi-lo dizer: “nunca os conheci”.

Oséias já tinha avisado que é por falta de conhecimento que o povo se estrepa. A Marcha pra Jesus foi criada com motivação avessa ao Espírito do Evangelho, por aqueles pastores famosos que escondiam dinheiro dentro da Bíblia. Queriam uma demonstração de poder. Nos evangelhos, toda vez que o povo quis algo semelhante, Jesus dispersou todo mundo. A Marcha quer visibilidade e poder e sua bandeira é um moralismo barato e oco. Os idealizadores e promotores são sepulcros caiados, vendilhões, víboras, hipócritas e o povo, por falta de conhecimento, vai na onda, levados por todo vento de doutrina.

Jesus não vai à Marcha porque sua proposta foi sermos sal e luz e nos dispersarmos por aí, salgando e iluminando com atos de amor e serviço. Jesus não vai à marcha porque nos convocou pra "soltar as correntes da injustiça, desatar as cordas do jugo, pôr em liberdade os oprimidos e romper todo jugo, partilhar sua comida com o faminto, abrigar o pobre desamparado, vestir o nu que você encontrou, e não recusar ajuda ao próximo” (Isaías 58).

Jesus não vai à Marcha porque a pauta dEle é o amor e não um moralismo de quinta categoria ou o medo de fantasmas ridículos vestidos de vermelho.

Se não padecesse de falta de conhecimento, o povo saberia que há uma marcha na qual Jesus aparece. Acontece no 7 de setembro e chama-se Grito dos Excluídos. Uma marcha profética que faz coro com a voz de Isaías e a do próprio Cristo: "O Espírito do Senhor está sobre mim, porquanto me ungiu para anunciar boas novas aos pobres, proclamar libertação aos cativos, restauração da vista aos cegos, liberdade aos oprimidos". Mas nessa marcha é raro ver um crente.

Jesus não vai à marcha porque não quer poder nem palco nem palanque, pois seu Reino é ação cotidiana e discreta de amor e serviço.

Jesus não vai à Marcha porque não seria bem vindo.

0 comentários:

Postar um comentário