16 de janeiro de 2015

Maestro

O Pobreza Futebol Clube teve por certo tempo um meio-capo ilustre no seu plantel. O homem era um tricolor carioca bom de bola, mas já não tinha assim tanta força pra correr e chutar. O corpo esguio e cansado movia-se pouco pelo meio do campo, mas tocava a bola com precisão. Era maestro no gramado. Acima de tudo, porém, Lindolpho Gomes Gaya foi maestro das notas e partituras. Maestro da MPB, foi como ficou conhecido o Gaya ao produzir e arranjar músicas de Caymmi, Chico Buarque, Taiguara, Sylvia Telles, Nelson Mota e muitos outros, antes de mudar-se para Curitiba e ganhar uma vaga no timão que arrasava os adversários nas manhãs de sábado.

Sua biografia é extensa e riquíssima. Mas suspeito que são poucos os que já tiveram acesso às partituras abaixo.

De Gaya e Paulo Vítola, em primeira mão para toda humanidade, nos manuscritos originais do maestro, a inédita marchinha "Camisa do Meu Coração", hino do formidável Pobreza Futebol Clube. Arranjo para dois violões e bateria.

PS: Se alguém, algum dia, gravar isso mesmo que de forma precária e imprecisa, e me enviar um audiozinho modesto, ganhará em troca minha eterna gratidão.







Mais sobre Gaya:
Aqui, aqui e aqui (especialmente a partir da página 39).

0 comentários:

Postar um comentário