5 de março de 2009

Cristo, meu camarada

"[...] uma fundamentação objetiva para continuar camarada de Cristo."
"[as leituas de Marx] não me sugeriram jamais que eu deixasse de encontrar Cristo nas esquinas das próprias favelas."



Entrevista completa:
Parte 1
Parte 2

5 comentários:

  1. Anônimo10:33 AM

    Excelente!!! Obrigado por postar algo tão interessante (vou pegar emprestado do teu blog, posso?)
    Abração,

    Ebeneser

    ResponderExcluir
  2. Claro que pode Ebeneser.

    ResponderExcluir
  3. Puxa, muito bacana mesmo. Valeu!

    ResponderExcluir
  4. Olá! A paz do nosso Senhor Jesus Cristo!

    Quero fazer um convite a você. Vamos trocar links?

    O nome do meu blog é INFOSOL. O endereço é www.infosol.wordpress.com

    Espero poder contar com vc para esta aliança!

    ResponderExcluir
  5. Valeu Tuco, posso dizer que me identifico muito com isso e acho que mesmo que por um resvalo consigo entender o que ele diz em relação a aprender com a realidade dos despriviligiados, um pouco mais de Marx e Jesus o Cristo.
    Valeu !!!

    ResponderExcluir